quarta-feira, 18 de abril de 2012

“CASCAS, TALOS, FOLHAS e outros tesouros nutricionais”


É um livro de Alexandre Fernandes, publicado há pouco tempo.

Poderá dizer-se que é muito oportuno, face à “ crise” mas é, na realidade o resultado da preocupação de muita gente : como alimentar melhor com menos desperdício.

Os chineses dizem ( ou diziam …) que a qualidade de vida de uma pessoa se mede pelo tamanho do seu caixote do lixo … e aí está um livro que ajuda a reduzir o desperdício ( dizem as estatísticas que o desperdício alimentar é de 20%) e ensina a “(re)descobrir ingredientes que, com o tempo e a moda, acabaram por ser rejeitados”.
Ao folhear surgem muitas sugestões para “entradas” ( casca de batata frita ou assada, patês com talos variados e aproveitamento de pão duro); para cremes e sopas ( com cascas de abacaxi, coco, abóbora ou chuchu ,folhas de rabanete , de beterraba, talos vários) ; pratos principais ( “bifes” de casca de banana, rolos de carne ou croquetes com talos picados ou cascas de batata, empadas com rama de cenoura e talos, empadão ou moussaka com cascas de melancia, feijoada com folhas variadas, pataniscas de cascas de beringela e curgete, pizas de pão duro, quiche de cascas de abóbora ou folhas de rabanete, suflés de cascas várias,…) ;saladas variadas ( de cascas de abóbora, de folhas de beterraba, de cascas de banana , batata-doce e pepino, …); bolos, bolinhos e doces ( de cascas de abacaxi, de laranja, de abóbora, de banana, maçã , de sementes de papaia, …); sumos e molhos …

Pode fazer sorrir, torcer o nariz … mas é melhor experimentar. As cascas de batata de aperitivo e a geleia de casca de abacaxi já tinha feito há tempo e gostei. Para experimentar mais só precisava da horta e de saber que as casquinhas não estão carregadas de produtos químicos … Assim, resta-me fazer experiências quando compro produtos biológicos.

As receitas levam outros ingredientes, naturalmente, e, porque o autor é nutricionista, valem pelo equilíbrio de nutrientes que incluem.

Há um outro livro com idêntica preocupação, escrito por uma “mulher de armas” ( Isabel Fontes Pires), da ONG Criskari, sediada em Angola, escrito com o objectivo de apoiar a mulher angolana mas com sugestões para qualquer um : “ Inaandra – Qualidade de Vida”.

1 comentário:

Rosa dos Ventos disse...

Assisti há dias a um programa na televisão onde se ensinavam receitas com todos estes ingredientes!
Em tempos de crise há que aproveitar tudo!

Abraço