quarta-feira, 24 de março de 2010

Folar da Páscoa na Bimby!


Desde os tempos em que lia “Robinson Crusoé” ( em edição revista para meninas, sem o “sexta-feira” …) que me atrai a ideia de ser auto suficiente.
Na cozinha ainda vou conseguindo mas no resto … é o scaner que não funciona porque tem um fio desligado ( e eu não vi), um vídeo que se dessincroniza porque carreguei em botões errados … A verdade é que o “meu” mundo não era para ter tantos fios e botões. E como há sempre alguém à mão para arranjar …

Há tempo que faço tentativas para fazer folar da Páscoa mas só agora, com esta nova maquineta, consegui uma receita bem melhor do que a dos folares ali da esquina. Adaptei uma receita de folar “com recheio de avelãs e natas” para este, com ovos cozidos. Aí vai :

- 80-100g de açúcar ; casca de meio limão ; 100g de margarina ; 130g de leite;
40 g de fermento de padeiro ( ou 1 saqueta de Fermipan) ; 470g de farinha ; 2 gemas/grandes ou 3 pequenas ; 1 pitada de sal ; 1 gema para pincelar; 3 ou 4 ovos cozidos.

- Colocar no copo o açúcar e o limão : triturar durante 15 s, veloc.9
- Juntar a margarina, o leite e o fermento : bater durante 2mn, a 37º, veloc.1
- Juntar a farinha, as gemas e o sal : bater durante 3 mn, veloc.espiga

- Retirar do copo e deixar levedar durante 1 hora ou mais.

- Fazer um folar grande com 4 ovos, dois folares médios com dois ovos cada ou individuais … Cobrir os ovos com tiras de massa e pincelar com gema de ovo.
- Deixar no forno até dourarem.

Acho que se podia usar a mesma massa, batendo à mão como dantes …mas levava mais do que 5 ou 6 minutos! Estou rendida e mais uma vez registo que “nunca digas desta água não beberei”.

3 comentários:

ZIA disse...

Antes de fechar o computador venho comprovar que além de muito bonito o folar estava delicioooooooooooooooso!!
Quanto não vale uma amiga/vizinha destas???!!!
Beijinhos doces
ZIA

Isa disse...

E...VIVAM as boas Vizinhas!
Mais...VIVA a Bimby!
K bom aspecto...
Beijo.
isa.

peonia disse...

Que aspecto delicioso o deste folar.
Com muita inveja de não pertencer ao grupo das vizinhas, fico-me pela proximidade virtual que também alimenta...a alma!!!