domingo, 23 de janeiro de 2011

Um domingo diferente …

Era dia de Boas Notícias e temos uma :

“Investigadores da faculdade de Ciências e tecnologia da Universidade Nova de Lisboa inventaram baterias em papel carregadas pelo vapor de água existente no ar, que podem alimentar telemóveis e outros dispositivos electrónicos. Ao mesmo tempo inventaram biobaterias carregadas por fluidos do corpo humano ( suor e plasma sanguíneo). Estão cada vez mais próximos de fabricar telemóveis totalmente em papel” ( Expresso, 21/1).

Mas esta notícia fica murchinha num dia em que se pretende eleger o próximo Presidente da Republica sem um candidato que nos orgulhe e nos motive, que nos inspire respeito e confiança … Entre a “esperteza saloia” e a honestidade duvidosa de um, a cultura literária e a falta de estofo político de outro, a disponibilidade humanista, autêntica mas naif de outro, o voluntarismo distractor sério ou brincalhão de mais dois … lá iremos colocar a cruzinha – por dever cívico sem querer dizer “sim” e querendo dizer “NÂO”.

E seja qual for o resultado, será uma Má notícia que não deixará brilhar hoje uma BOA luzinha.
Amanhã é outro dia… para a semana vamos esquecer este domingo e encontrar BOAS NOTÍCIAS DE NOVO!!

3 comentários:

Isa disse...

...E ñ perder a Esperança!
Beijo.
isa.

ZIA disse...

E lá fui pôr a minha cruzinha, pouco motivada é certo, mas porque prezo muito o direito ao voto e a democracia, pesem todas as deficiências que este sistema possa ter, masor, o certo é que ainda não se inventou nada melhor para a expressão da vontade popular.
Gostava de ter um presidente muito humano, educado, culto, com boa imagem no interior do país e no mundo, incorrupto, hábil no desempenho das suas funções, um bom exemplo para o povo, sempre atento e sempre pronto a defender todos, mesmo todos, os cidãdãos. Eu gostava tanto de ter tido um candidato que me/ nos galvanizasse, que me enchesse de esperança, que me tivesse levado às urnas com o entusiasmo de outras eleições! Ah se eu gostava!!
Abraços
ZIA

peonia disse...

Não podia estar mais de acordo com esta mensagem. Exercer o direito de voto e manter a esperança...é a vida que temos!
Saudações democráticas