quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Modos de ver

Vive-se em Lisboa, mas numa Lisboa afastada do centro histórico, o que faz esquecer os bairros mais antigos .Mas há sempre um dia em que decidimos revisitar o Centro, a Baixa Lisboeta.
Quando o fazemos, encontramos sempre novidades e, porque nos habituámos a estar mais atentos a pequenos pormenores, comentamos muito do que vamos encontrando ou comparamos memórias de outros tempos com o presente.

Não sou muito amante de velhos bairros, embora goste de imaginar histórias de vidas que por ali passaram e marcaram aquelas pedras, escadarias, janelas antigas, igrejas de muitas confissões e terços rezados na penumbra daquelas naves. Mas, choca-me a quantidade de gente que estende a mão à caridade, os jovens que entretêm o ócio com cervejas, disparates e muita leviandade. Mas há quem goste! Modos de ser e de ver!!!
De qualquer modo o passeio foi positivo: conheci umas ruas na Bica, levei com um copo de água suja de um 4º andar (era sábado de Carnaval). Limpei as calças, fiz uma careta à rapaziada adolescente que ria escondida por detrás da janela e lá fui registando algumas imagens fotográficas.


No Chiado, registei esta imagem, o poeta Chiado com cachecol improvisado, alguns símbolos decorativos, janelas de águas furtadas com acrescentes de novos espaços.
Registei algumas ruas com escadinhas, como a travessa das Laranjeiras, pequenos pormenores decorativos.




Mas valeu o almoço na Trindade. Gosto do espaço, do serviço e da comida. Claro que recordei o bifinho
da casa, com batatinhas, molho … e a acompanhar a imperial! Nada mau!
Lisboa tem uma luz fascinante e, com estes dias prolongados de Primavera precoce, acredito que muita gente adore percorrer a Baixa e ficar durante uma tarde numa esplanada a observar as centenas de pessoas que passam por aquelas ruas principais. Mas o nosso povo é muito cinzentão. Se semi-serrarmos os olhos e olharmos para aquela massa de gente encontramos manchas de cinza, preto e castanho. Uma terra de sol que não gosta de cores alegres!!!!

2 comentários:

goiaba disse...

Gostei do teu "passeio"! Também não gosto muito dos bairros antigos pela degradação dos espaços ou pelo que se vê ou intui dos seus habitantes. Acho até que há um pouco de preconceito em mim e uma rejeição séria ao marialvismo ( aristocrata ou plebeu)que vejo em alguns amantes de "Lisboa antiga" ...
Mas estou de acordo com a Zia e contigo: é preciso de vez em quando sair para bem perto e VER.
bjinho

isa disse...

Lindas as fotos! Lindo o "imaginar"
como eu tb gosto de fazer.
Beijo.
isa.