quinta-feira, 6 de novembro de 2008

HERO DE ALEXANDRIA

Vi há dias um programa sobre a “engenharia grega”.
Sempre me pareceu natural admirar as maravilhas do Farol de Alexandria ( que emitia luz à noite e fumarolas negras de dia), o engenho e a arte da arquitectura mas nunca parei para pensar que, para além de matemáticos, filósofos, escritores,…, também tinham de ter “engenheiros”.
Hero de Alexandria foi um deles, matemático e “mecânico”, contemporâneo de Jesus Cristo, viveu entre os séculos 10 e 70. Concebeu “engenhocas” movidas pela expansão do ar quente : uma máquina que abria e fechava as portas de um templo quando o “fogo sagrado” se acendia no altar, “ eolípila” para a medição dos ventos, um órgão movido a vapor, … - máquinas muito semelhantes à “máquina a vapor” dos finais do séc.XVIII. Não convinha na época a invenção de máquinas que substituíssem o trabalho braçal? Pois, se calhar. No séc. XX também não foi conveniente o desenvolvimento de tecnologias energéticas alternativas ao petróleo …

Mas Hero também terá inventado o primeiro robô cuja “programação” era incorporada em cordas enroladas com uma determinada sequência em torno dos eixos das suas rodas. O robô era capaz de se deslocar “para a frente” e “para trás”, cumprindo uma rota pré determinada. Também parece ter criado a primeira máquina de vender bebidas da História - nos templos, colocava-se uma moeda na máquina e recebia-se um jacto de água benta!

Quando fui à Internet tentar saber mais sobre este “engenheiro”, encontrei uma parte do documentário . Aí vai.



3 comentários:

ZIA disse...

Obrigada pela lição que acabei de receber.
Muito interessante e intrigante se, na verdade, pararmos para reflectir no avanço de povos antigos, como os Gregos, no que inventaram, no que criaram... Parece que, realmente, nada de novo temos para descobrir...
Sempre me deslumbrei com certos aspectos da tecnologia e semprei os considerei «artísticos», por isso gostei de saber que os antigos gregos consideravam a tecnologia uma forma de arte.
Muito bem escolhido o video postado. Gostei mesmo.
Jinhos
ZIA

Isa disse...

Aula fantástica em k gostei de aprender! bjo.
isa.

irene andrade disse...

Não há dúvida que este blog é especial. É estimulante esta informação sobre a inteligencia e as capacidades de antigos cientistas. Pensar que estas grandes cabeças existiram no tempo de Cristo,causa-me espanto e deslumbramento.Fico um pouco perplexa pela conclusão a que se chega de quanto o "poder económico" pode travar o"poder da criatividade",como neste caso aconteceu , atrasar o processo de desenvolvimento e destruir o sonho humano . Fico perplexa e triste,por me parecer que isto ainda acontece nos nossos dias. Gostei de ter este conhecimento. Obrigada. BJ.