sexta-feira, 3 de junho de 2011

Uma tarde diferente



Hoje, depois de concluídas as tarefas caseiras, sentei-me com um conjunto de documentação que a vizinha Lis trouxera da Livraria Municipal, uma sacada cultural com que me entretive muito tempo. Deixei outras coisas para trás e “devorei” tudo, para mais logo passar o testemunho à outra vizinha. Foi mesmo bom e diferente, já que, entre brochuras, fichas e livros, fui da pintura ao meio ambiente, passando pela Agenda Cultural que já há uns meses não consultava. Vou partilhar para despertar a vossa curiosidade.

Comecei por duas publicações sobre desenhos e pinturas de Graça Morais, pintora que muito aprecio e com quem tenho o privilégio de conversar um pouco, de tempos em tempos, à mesa do cafezinho de bairro, já que agora mora perto de nós. São duas edições da CML, profusamente ilustradas e com bons textos, que apresentam obras de duas exposições, já com alguns anos mas realmente com exemplares significativos da obra da artista – “Graça Morais, na colecção da Fundação Paço d´Arcos, pintura, desenho e azulejo de 1982 a 2000” e “Graça Morais 1982- 1992, na abertura da Galeria Municipal Mitra”. Fiquei a saber mais sobre a Graça-pessoa e viajei pelas suas cores quentes e fortes, pelos seus desenhos que conheço bem e sempre pelas figuras da nossa terra e das terras de Cabo Verde que tantas vezes retratou.

Passei, de seguida, ainda embalada pelas cores da natureza, para a Rota da Biodiversidade, que liga o Parque florestal de Monsanto ao Rio Tejo, lendo a brochura que convida os visitantes a ver Lisboa com outro olhar, a pé ou de bicicleta, através de um percurso circular de aproximadamente 14km. Convite muito interessante para descobrir a vegetação, matas, bosques e prados, quintas e olivais, hortas e pomares urbanos e ainda espécies exóticas e uma grande variedade de fauna.

Para completar esta aproximação da cidade ao campo, também tomei conhecimento, através de um folheto muito bem organizado, do Programa de Actividades para 2010-11, na Quinta Pedagógica dos Olivais, destinada a escolas e famílias com programas pedagógicos, acções de cozinha tradicional, de lavoura e pecuária, concursos e muita diversão. Folheei um conjunto apetitoso de mini-fichas plastificadas, com informação sobre as espécies da fauna e flora existente na cidade de Lisboa.

E…ainda pude folhear a Agenda Cultural da CML, para Junho deste ano, já com o programa completo das Festas de Lisboa – tudo o que vai acontecer no âmbito das marchas, arraiais, teatro, cinema e muito fado.

E lá se foi a minha tarde, bem recheada de coisas boas e interessantes, para bem começar o mês das festividades da minha cidade!

4 comentários:

goiaba disse...

Fiz hoje esse percurso pela obra da Graça Morais e tenho entre mãos as fichas da "Rota da Biodiversidade". Há informações bem curiosas para VER melhor plantas e animais da cidade. Foi uma boa recolha essa da nossa amiga do 5º!

Mar Lis Goiaba disse...

Tenho alguma vergonha de desconhecer espaços tão importantes nesta imensa cidade.Foi casualidade ter ido à Av. da Republica e andar a pé olhando com atenção para as montras. Uma Livraria atrai-me sempre...entrei e fiz figura de parola pois comentei "é uma loja nova?".Claro que me responderam que a Livraria está ali há vinte anos...

isa disse...

Nada de tristezas pq eu sou useira e vezeira a fazer dessas!
Beijo.
isa.

peonia disse...

Que bela tarde! A leitura que permite informação e prazer nunca é perda de tempo. Gostei muito de acompanhar essa viagem...Bjs