quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Viagem de cacilheiro

Preso ao cais
ele espera baloiçando-se…

E eles vêm
caminhando sem tempo
para a festa dos olhos
e do rio…

Amarras que se desapertam
e o marinheiro atento
sorri ao sol
às gentes
e com elas parte
com destino à outra margem.

Que festa para os olhos
o lago de espuma
a neblina
o Tejo que se espreguiça…

O Mestre ao leme
cortando o verde rio
atento ao desafio da maré.

E os distraídos da vida
sem tempo para ver
olham para dentro
e pensam…………………..
………………………………….

O rio escorrega
na neblina envolvente,
trazendo e levando
em braços, baloiçando,
gente, muita gente
que de margem a margem
marcam o seu tempo.

Espreita-se à janela
e já a chegada se avizinha,
outra cidade,
me vigia.

As gentes inquietam-se
apressam-se
ao encontro de outros destinos.

O cacilheiro
silencioso
encosta ao caís
abrindo os braços
para lançar os que transportaram sonhos
num tempo breve
sobre a superfície do rio…

LIS 1989
Nota: Imagem de pauloguerrinha , da net.

6 comentários:

ZIA disse...

Obrigada por mais uma postagem...eu tenho andado muito arredia mas...fica prometido que mal ultrapasse o «muro» da operação eu retomo as actividades habituais, os meus rituais e «ponho coisas cá fora»! Tem-me sido mesmo difícil vencer esta fase... e vocês sabem bem.
Sempre tive uma grande atracção pelos cacilheiros...sempre gostei de ir até à outra banda e...comer no Ginjal, olhando o nosso Tejo, tão mal-amado por tantos lisboetas!
Xi-Coração
ZIA

Isa disse...

Gostei muito do k trouxeram hoje.
Tb.gosto dos Cacilheiros! E amo o TEJO!!

goiaba disse...

Que surpresa voltar a 1989! Como o tempo passa ... O poema, a imagem, transportam o muito que trabalhaste e aprendeste para fazer do "Centro de Recursos" da Marquesa aquilo que ele foi e é.
Sempre gostei do poema e do tema mas já tinha esquecido. Obrigada.
Beijinhos

goiaba disse...

Regressar a 1989 e a tudo o que trabalhaste e aprendeste para que o "Centro de Recursos" da Marquesa fosse o que ainda é... Que surpresa!! Gostei do poema e das imagens mas já tinha esquecido...
Obrigada

goiaba disse...

Peço desculpa do "duplicado" mas a internet parecia ter-se desligado e não reparei que o primeiro comentário tinha sido aceite ...
( eu não tenho o teu jeitinho para estes objectos, desculpa)
Beijinhos

Alexandra disse...

Gostei imenso deste post!