segunda-feira, 4 de julho de 2011

Mais um Presépio

Na minha visita à Exposição de Artesanato da FIL deste ano, ganhei um presépio de presente o que me deixou muito contente e contribuiu para aumentar a minha colecção de presépios. Sempre gostei desta forma de artesanato, sempre me interessei pela forma como diferentes artistas e diferentes materiais dão forma a esta sagrada família que tanto nos continua a enternecer, independentemente das nossas crenças religiosas.


O meu presente

Quando visitávamos o pavilhão português, este ano maior e mais moderno, cheio de novos artistas muito criativos, deparámos com um artista que usa o xisto, a madeira e o ferro como matéria-prima para as suas esculturas. Chama-se Luís Alenquer e pelo que nos foi dado ver e ler no catálogo tem sido muito bem recebido pelo público e pala crítica que lhe tecem os maiores elogios e depositam nele grandes esperanças na escultura nacional.

É natural de São João dos Montes, Vila Franca de Xira e actualmente reside e trabalha com xistos da região de Sintra. Já expôs em várias galerias, individualmente ou em mostras colectivas, já recebeu muitos prémios de escultura e em cada obra escreve poemas à vida e aos sentimentos mais íntimos do ser humano.

Ficam alguns exemplos dos seus presépios para poder partilhar um pouco do que vi na Feira deste ano. São olhares diferentes, semdúvida!

4 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Também tenho alguns...mas não tão originais!

Abraço

goiaba disse...

Gosto da tua colecção de presépios e acho estes muito originais. Destes, gosto tb dos materiais que usa para além da ousadia de algumas "poses".

MM - Lisboa disse...

Bonito!

isa disse...

E tu que tanto gostas de Presépios!
Que originais!
Beijo.
isa.