segunda-feira, 22 de setembro de 2008

QUANDO O SOL DE VERÃO SE VAI EMBORA…

Quando o Sol de Verão se vai embora…
Brota, com um fulgor dourado, o Outono,
Radiante no seu esplendor.

Eu fico feliz, com a alegria de viver,
Quando o Outono me convida,
Num pôr de sol que veste o horizonte
de matizes coloridos e pinceladas na paisagem.
A brisa é macia mas as árvores estremecem.
Os esquilos e outros bichos da floresta
Procuram um lugar para guardar o seu alimento.
As árvores deixam cair folhas no parque
Que se despedem num último adeus.
E em toda a parte nos olhamos
E vemos reflectido
O sorriso triste do Sol
beijado por nuvens escuras.

Chamei:
- Vem, Outono, leva-me com as folhas,
Deixa-me esvoaçar também!

Vaz Nunes, 2005

3 comentários:

goiaba disse...

Pois aí está o Outono que é para mim uma época "difícil" : se por um lado gosto das cores da Natureza, por outro também " me cai a folha" e só me recomponho no fim do Inverno... Já me preparei!

Isa disse...

Tb.gosto dos tons do Outono...mas ñ me sinto mto bem.Vou,tb.preparar-me para esses loooongos meses.
Amon,uma festinha para ti.
Para a tua dona um abraço.
isa.

Rosa dos Ventos disse...

Belo poema outonal...
Eu gosto do Outono!

Abraço